DIY – Do It Yourself: Uma vida organizada é uma vida mais leve

Para se organizar

Não se estresse, se organize

A vida quando está uma bagunça parece que não vai pra frente, não é mesmo? Com o ano novo chegando, dedique uma parte de seu tempo para ordenar e planejar melhor o ano de 2018. Pode parecer um pouco chato e até entediante, mas junto com a Doux você torna esse momento em algo muito mais envolvente e criativo. Com uma organização que irá clarear suas ideias!

Para se organizar

Este método de organização tem como função reunir em um só lugar todos os aspectos do dia-a-dia. Você pode usá-lo para os lembretes utilizados com post-its, os planos de uma próxima viagem, as tarefas diárias, compromissos futuros ou prazos e projetos do trabalho.

Como fazer em casa: Para iniciar a utilizar este método é necessário um caderno. Os mais utilizados são os quadriculados ou pontilhados e os moleskines, cadernos de anotações em capa dura. Existe ainda um sistema de legenda ou símbolos a ser utilizado no bullet journal o qual facilita a divisão entre tarefas, compromissos e grau de importância, por exemplo. Os símbolos usados nesse sistema são de uso universal, porém nada impede de criar a sua própria codificação.

Seguindo os seguintes passos, você pode colocar em prática este método e transformar sua vida com mais organização e produtividade:

  • 1º passo – Índice: o índice será a primeira folha do seu caderno, o sumário, e nela conterá a divisão do seu bullet journal e suas páginas correspondentes. O ideal é que ela seja preenchida posteriormente à configuração das páginas restantes.
  • 2º passo – Calendário Mensal: na primeira página (à esquerda) coloca-se o nome do mês e seus dias em formato de lista. Ao lado das datas importantes você adiciona compromissos ou datas comemorativas. Na segunda folha (à direita) são anotadas as tarefas a serem concluídas naquele mês utilizando o sistema de legenda já descrito anteriormente.
  • 3° passo – Calendário Diário: nestas páginas, é necessário colocar o nome mais a data do mês vigente e listar o que precisa ser realizado naquele dia específico.

Para se organizar

Não dá para viver sem um calendário, não é mesmo? Graças à eles traçamos nossas queridas metas de vida, seja ela em curto, médio ou longo prazo. O calendário faz parte de nossa vida e nada mais legal do que transformá-lo em algo com nosso estilo. Use sua criatividade para criar um calendário super diferente e que vá te ajudar na organização de seus compromissos. Faça ele do modo que preferir, de mesa ou de parede.

Uma das dicas é o calendário de mesa em forma de tag, dourado e degradê. Todos os materiais são bem fáceis, até porque podem ser adaptados ao que temos. As tags, por exemplo, podem ser feitas com cartolina, régua e furador. A caixinha pode ser em MDF. Primeiro você deve lixá-la e depois pintar da cor que deseja.

Para fazer o degradê nas tags pegue um pincel e mergulhe as tintas em água. Já para os números e letras, existem moldes prontos em papel transfer dourado, que você pode encontrar no site da Casa da Arte. Na finalização desse calendário coloque três parafusos ganchos na parte interna que ficará para cima na hora de colocar as tags. Posto esses parafusos é só colocar as tags na ordem certa, dos dias e meses do ano!

Organização para ano novoPara finalizar as dicas de organização, invista em um home office criativo, se você trabalha em casa! Ele é composto por todos os elementos de um espaço comum de trabalho, mas com uma decoração para compor um ambiente criativo.

Escolha uma parte de sua casa que seja clara, com uma boa iluminação. Invista em prateleiras que são ótimas para ajudar na organização. Você pode usá-las para colocar seus livros em ordem ou outros itens de escritório. Mas, nada impede que elas também ajudem a decorar o ambiente, sendo ótimas para apoiar quadros e fotografias.

Decorar a parede da mesa é uma forma de deixar o local mais divertido e criativo também. Se você não gosta das estantes, cole alguns cartazes, pôsteres e fotos que você gosta. Use e abuse das cores para deixar o ambiente mais descontraído também!

Agora chegou sua vez! Organize-se e coloque em ação todas essas dicas da Doux!

DIY – Do It Yourself: uma ecobag para chamar de sua

ecobag

Falamos cada vez mais sobre um mundo sustentável. A natureza está exausta e os recursos mais escassos do que eram há 50 anos. Pensamos em formas de reciclar, reutilizar o que já existe no mundo ou mesmo comprar objetos de valor mais significativo. Em tempos de consumo exacerbado e capitalismo selvagem, a Doux vai pela contramão e propõe que façamos nossa parte pelo meio ambiente. A sugestão de hoje é substituir sacolas plásticas pela sua própria ecobag, que pode ser levada para qualquer lugar e utilizada no lugar das embalagens tradicionais. E mais: dá pra customizar do jeito que você quiser! Confira algumas inspirações que selecionamos para você:

ecobag

  • Praia: palmeiras, coqueiros, estrelas do mar, tons de areia e muito sol. Invista na temática praiana que é sucesso na certa!
  • Frutas: melancia, abacaxi ou banana? Que tal uma estampa de fruta tropical para chamar de sua? Divertida na medida certa, a ecobag frutada é ótima para o verão.
  • Comida: sorvetes, sushis, donuts, cupcakes… a fofura está nos detalhes.
  • Estampas gráficas: formas geométricas, rabiscos, desenhos abstratos e figuras divertidas são apostas ideais para as mais moderninhas.
  • Folhas: para quem é boho ou natureba, as estampas de folhas verdes são uma ótima ideia. Misturando materiais rústicos como juta e corda a composição, tudo fica ainda mais harmônico.

ecobag

Passo a passo: como fazer sua ecobag?

  1. Junte os dois retângulos do tecido (lado direito com lado direito) e costure em volta, deixando uma das extremidades aberta;
  2. Dobre os cantos e costure para criar as laterais e a base;
  3. Recorte duas tiras com metade do comprimento da boca da bolsa e costure-as nas extremidades, unindo corpo e alças. No final, a tira costurada deve ter o mesmo comprimento da boca da bolsa;
  4. Finalize ao prender a tira junto com  a alça e costure para dar o acabamento;
  5. Agora que já tem a sua ecobag, é só pintar, estampar e bordar como quiser! Se joga na criatividade!

Da praia para o look do dia: acessórios inspirados no mar

Chamada - acessórios

Já ultrapassamos a primeira quinzena de setembro e o frio está cada vez mais distante de nós. A primavera chega no dia 22 e o sol está batendo em nossas portas, dando um gostinho do que está por vir no verão. Agora que podemos tirar os looks fresquinhos do armário e investir em decotes, fendas e tudo o que nos permitir mostrar um pouco mais de pele, que tal complementar as produções com acessórios especiais?  Se tiverem inspiração nos elementos naturais que compõem a beleza das praias então… é sucesso! Vem com a gente conferir essa seleção de inspirações e aproveite ainda para aprender a fazer suas próprias pulseirinhas praianas:

Acessórios

Quer fazer a gata da praia e saber o que tá bombando no setor de acessórios? A Doux te conta:

  • Conchas e búzios: um dos maiores ícones quando falamos em praia e representante máxima da tendência vigente do sereismo, a concha possui inúmeros formatos e pode compor todos os tipos de acessórios possíveis, além de ser super fácil de combinar. Colares finos com pingentes de búzios, chokers repletas de conchinhas, anéis e pulseiras com pérolas são somente algumas das possibilidades.
  • Body chain: como o nome sugere, é um colar que se estende pelo corpo, mais especificamente pela extensão do tórax, onde envolve peito e costas. Ideal para usar com maiôs decotados e vestidos esvoaçantes. E o melhor é que tem para todos os estilos, desde os mais delicados aos que se assemelham a armaduras. Para usar na praia, tome cuidado com a marquinha deixada pelo acessório.
  • Plaquinhas de metal: já se foram os tempos em que isso era coisa de militar. Reinventadas, as placas aparecem em outros shapes, com caligrafia descontraída e símbolos como estrelas-do-mar e frutas tropicais. Funcionando como uma espécie de medalha ou pingente, podem ser encontradas em pulseiras e colares.
  • Ondas delicadas: nem só nas tatuagens ficam os contornos das ondas. Os anéis super delicados com a forma tem sempre um significado para quem os utiliza. Surfer girls e amantes das areias podem aproveitar para garantir um modelo para chamar de seu.
  • Leg chain: funcionam como uma espécie de pulseira para coxas ou releitura das sensuais ligas da lingerie tradicional. A estrutura é simples: correntes anexas a enfeites como medalhas, conchas ou miçangas. Entretanto, é possível encontrar modelos tão elaborados que fazem do look um acontecimento por si só.
  • Arm chain: assim como a versão para os membros inferiores, o modelo para braços consiste na lógica de unir correntes, pingentes e adornos no intuito de formar um bracelete especial. Além das estrelas e conchas, aqui também aparecem penas e folhas.
  • Temática náutica: listras, âncoras, barquinhos, azuis e brancos. Tudo o que faz parte do universo dos marinheiros pode também fazer parte da sua composição de acessórios praianos.

DIY - Acessórios

Curtiu nossas dicas? O que acha de aprender a fazer uma pulseira com seu próprio estilo? Veja como:

    1. Pulseira de nó:

  • 2. Pulseira com padronagem chevron:

  • 3. Pulseira entrelaçada:

  • 4. Pulseira de miçangas:

DIY – Do It Yourself: macramê, crochê e a arte de dar nó

nó

Em algum momento de navegação pela internet ou até mesmo conferindo as novidades do feed no Facebook, você provavelmente deve ter se deparado com vídeos, tutoriais ou imagens de objetos feitos a partir de nós em cordas. Colares, cortinas, suportes para vasos, bandeiras, chaveiros e outros acessórios e itens de decoração são algumas das possibilidades de artesanato utilizando a técnica do nó. Para dar um toque pessoal e afetivo à peça, que tal fazê-la você mesmo? Aproveite as dicas que a Doux traz para você nesse post e tenha uma peça handmade para decorar sua casa ou completar o look. Se jogue na tendência do nó com essas inspirações:

nó

Agora que já se inspirou, que tal aprender a fazer suas próprias peças? Confira 7 vídeos com tutoriais de peças bem fáceis de aprender:

  1. Suporte para vasos em macramê colorido:

 

2. Enfeite de parede de nó em macramê:

 

3. Prateleiras em macramê:

 

4. Cortina de macramê:

5. Bracelete com pedras:

 

6. Colar de nós:

 

7. Chaveiros em nós:

 

E aí, curtiu? Agora você já pode fazer sua própria peça em corda ou macramê utilizando as técnicas handmade 🙂

DIY – Do It Yourself: um terrário para chamar de seu

terrário

Já pensou em ter um pedacinho de natureza para chamar de seu? Se a imagem que veio a sua mente ao ler essa pergunta foi a de um suntuoso jardim, no post de hoje a Doux te apresenta uma alternativa bem mais compacta e igualmente encantadora: o terrário. Para quem dispõem de pouco espaço ou simplesmente deseja dar vida a um lugarzinho específico da casa, não existe alternativa melhor. Além de não ocupar grandes regiões, o recipiente geralmente abriga espécies fáceis de cuidar e que requerem a mínima manutenção possível.

Confira algumas dicas Doux e inspire-se para criar você mesma o seu próprio terrário:

terrário

Quando falamos em natureza, o que tem vem à cabeça? Talvez adjetivos como rústico, ancestral, cru ou simples? Diferentemente dessas palavras muitas vezes associadas a nossa biodiversidade, o terrário moderno te prova que os novos tempos trazem a união da flora aos meios inovadores tão presentes em nossas vidas. Quando passamos a encarar natureza e tecnologia como complementares, como de fato são, ideias como o assunto do post de hoje surgem espontaneamente.

Já pensou em fazer recipientes geométricos para que seus formatos possam moldar o verde que vem de dentro? Que tal detalhes em cobre ou rosé? O que acha da mistura de metal, vidro e madeira? E se colocássemos iluminação através de luzinhas ou mini lâmpadas? Todas essas opções são possíveis na composição do seu próprio terrário e ficam ainda mais valorizadas na presença de pequenos enfeites como o mini gnomo da foto e até mesmo das plantas. Aposte em suculentas, cactos, flores e outras espécies que não necessitam de irrigação constante para criar sua composição.

Agora que já tem inspiração suficiente para um do it yourself de terrário, que tal aprender a montar o seu? Veja como:

terrário

  1. Depois de ter escolhido o recipiente que servirá como terrário, comece a acoplar suas camadas. Primeiramente insira uma boa camada de areia fina, o que impedirá o acumulo de água no fundo do pote.
  2. Logo após a areia, coloque uma porção de pedras grandes e então pedrinhas (as coloridas dão um visual divertido ao resultado final).
  3. Agora escolha um mineral ou mesmo carvão para dar um aspecto mais próximo a natureza.
  4. Já quase no final do processo, posicione os musgos e então espalhe a terra por cima deles. Abra espaço para as pequenas raízes das plantas e deposite suculentas, cactos e florzinhas.
  5. Para finalizar, decore como desejar!

Curtiu a dica Doux de hoje? Confira mais de nosso conteúdo no blog oficial e comente se já fez um terrário ou pretende fazer 😉

DIY – Do It Yourself: como fazer uma canga tie dye

diy

Esse post é mais um do especial de férias da Doux e faz parte da programação deste mês. Hoje a proposta é diferente, nada de roteiros ou possíveis combinações de looks: te ensinamos a fazer sua própria canga. Totalmente customizável e exclusiva, com poucos itens necessários e fácil de fazer, sem nem ter que sair de casa. DIY é o termo em inglês para “do it yourself”, o famigerado “faça você mesmo”. E é essa a ideia que vamos te mostrar agora: como fazer sua própria versão de uma das peças mais usadas nas areias das praias, a canga. Para torná-la original e única, que tal investir na estampa tie dye? Confira o passo a passo:

 

diy

O tie dye é resultado de uma técnica de tingimento que leva elásticos, tinta e água. O primeiro passo na hora de criar sua própria peça com a estampa é definir as cores que pretende utilizar nela, o formato dos movimentos que serão estampados e o tecido que servirá como base para esse processo.

Comece escolhendo o tecido: como estamparemos uma canga, é ideal que o material seja recomendável para entrar em contato direto com areia e água do mar. Opte por algo similar a matéria-prima de toalhas de praia ou tecidos a base de viscose, com leveza e transparência.

A partir daí, junte referências como as das fotos acima: com ideias de movimento da estampa, cartelas de cores e composições. São inúmeras as opções e vão desde a tradicional canga retangular e levemente transparente ao modelo redondo, com franjas nas bordas e tecido atoalhado.

No que diz respeito a cores, tons de azul são os mais procurados. Entretanto, para as mais lisérgicas há a opção com as cores do arco-íris e para as mais serenas, o rosa é muito bem-vindo.

diy

 

Depois da inspiração, é hora de botar a mão na massa. Vamos ao DIY:

  1. Primeiramente enrole o tecido de maneira com que as dobras fiquem no formato desejado para dar vida aos movimentos da estampa;
  2. Coloque os elásticos em volta do tecido. Lembre-se: a parte coberta pelos elásticos não será tingida;
  3. Em uma panela, insira água em temperatura ambiente e uma pequena quantidade de carbonato de sódio para melhor fixação da cor;
  4. Deixe a canga de molho nessa mistura por 20 minutos;
  5. Retire e despeje a coloração – que pode ser corante reativo, em pó ou ácido, tinta para tecidos e até mesmo chás – sobre a peça;
  6. Enrole a canga em um plástico e reserve por um período de 4 a 6 horas;
  7. Em seguida, retire a proteção, os elásticos e enxague a peça em água fria para extrair o excesso de tinta;
  8. Depois é só colocar na máquina de lavar, esperar secar e sua canga estará pronta.

Se inspire neste DIY para confeccionar suas peças exclusivas em tie dye e poste fotos com o resultado utilizando a hasthag #dicadoux. Boa praia 🙂